fbpx
importancia-de-doar-sangue

Descubra a importância de doar sangue e salvar vidas

A campanha Junho Vermelho busca alertar a população sobre a importância de doar sangue e ajudar a salvar vidas. Por ser um ato voluntário, os órgãos sempre engajam o público com ações que mostram o quanto essa medida é simples e totalmente segura.

Os hemocentros enfrentam uma queda no número de doações, visto que a pandemia da COVID-19 gerou uma grande crise sanitária e impactou negativamente esse procedimento. Com isso, os centros contam com pequenas quantidades no estoque e necessitam repor o mais breve possível.

Sob esse ponto de vista, separamos abaixo algumas informações pertinentes sobre o assunto. Por isso, continue conosco e veja de que maneira você pode ajudar.

Qual a importância de doar sangue?

Primeiramente, é necessário lembrar que em uma única doação você ajuda até 4 pessoas que sofrem de doenças crônicas ou passaram por algum acidente grave e necessitam de cirurgia. Além disso, durante o período de um dia o próprio organismo restitui todos os 450ml da doação, não comprometendo sua imunidade.

Como bem sabemos, estamos em um momento de retomada das atividades. Mesmo assim, muitas pessoas ainda estão com certos receios de realizar tal procedimento. Entretanto, saiba que se trata de um processo seguro e que não apresenta riscos de contaminações, pois segue protocolos rigorosos de segurança.

Aliado a isso, quem toma as doses da vacina contra a COVID-19 precisa só esperar alguns dias antes de fazer esse ato voluntário. Se você tomou a Coronavac, é necessário um tempo de espera de 48 horas; no caso das demais, a doação poderá ocorrer depois de 7 dias.

Ademais, quem passa por esse processo e comprova na empresa garante uma folga extra no trabalho. Contudo, é interessante se informar antes dos pré-requisitos básicos antes de comparecer aos hemocentros.

Quais são os requisitos da doação de sangue?

Atualmente, pessoas entre 16 e 69 anos podem realizar tal ato. Contudo, é necessário que os menores de idade tenham permissão dos pais ou responsáveis antes do procedimento.

Aliado a isso, deve-se pesar no mínimo 50kg, ter uma noite de pelo menos 6 horas de sono, ter passado por uma boa alimentação, ou seja, não estar de jejum, e evitar alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação. Além disso, é preciso não ter contato com cigarro ou bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas.

Como ocorre esse processo nos centros de doação?

Em suma, são três etapas que caracterizam a doação. Primeiramente, ocorre o registro do doador. Nesse caso, é muito importante a apresentação de um documento oficial com foto e a coleta de outras informações pertinentes aos processos do hemocentro.

Depois, o voluntário passa pela triagem clínica, ou seja, o momento onde acontece uma pequena entrevista. Esse é um processo muito sigiloso apenas para identificar se ele foi exposto a alguma situação de contaminação. Por último, o estabelecimento avalia as condições do uso do sangue por meio de testes laboratoriais.

Ao todo esse processo leva 40 minutos e é interessante seguir alguns protocolos após a ocasião. Por exemplo, alimentar-se bem, aumentar o consumo de líquidos, não fazer esforços físicos durante as próximas 12 horas e só retirar o curativo do local 4 horas depois.

Todo o sangue é separado em hemácias, plaquetas e plasma, sendo os componentes doados para os hospitais e centros de urgência e emergência.

Como foi possível perceber, são processos muito simples e por conta disso é interessante reforçar a importância de doar sangue. Assim, é possível ajudar outras pessoas a passar por procedimentos delicados e conquistarem uma melhor qualidade de vida.

Para finalizar, não se esqueça de compartilhar este artigo nas suas redes sociais. Desse modo, você ajuda na conquista de novos doadores nos hemocentros.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.