fbpx
colesterol alto em jovens

Colesterol alto em jovens: como sua farmácia pode ajudar?

O colesterol alto em jovens não é mais uma utopia. Atualmente, problemas que demoravam anos para aparecer começam a surgir em pessoas com menos idade. Um dos principais motivos para isso é o estilo de vida da maioria da população moderna.

As facilidades do dia a dia, o acesso a alimentos de baixo valor nutricional e o estresse diário são os fatores que levam a esse tipo de problema. Entretanto, a preocupação é com relação ao aumento desses números ao longo do tempo.

Pensando nisso, vamos mostrar os principais dados sobre o colesterol alto em jovens e como sua farmácia pode ajudar. Acompanhe!

Os números sobre o colesterol alto em jovens

O colesterol alto coloca os indivíduos no grupo de risco para infartos ou AVC. Durante anos, esse problema era restrito a pessoas mais idosas. Contudo, o quadro vem mudando de forma preocupante para as pessoas com menos de 45 anos. É o que mostra um levantamento feito pela revista The Lancet, publicado pelo site da Abril.

Foi um trabalho amplo, contando com cerca de 400 mil pessoas que foram acompanhados durante mais de 40 anos. O resultado foi alarmante, especialmente para o surgimento de intercorrências graves, como o infarto ou AVC.

Em mulheres, foi detectado um risco de 16% na ocorrência dessas enfermidades. Nos homens, o número foi ainda maior, com cerca de 29%. O levantamento associa esses riscos ao aumento gradual do colesterol não-HDL no sangue.

Além disso, 20% das crianças e dos adolescentes entre 2 e 19 anos apresentam níveis de colesterol alto. É o que diz a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). Isso traz consequências para a vida desses jovens, tanto na saúde quanto no convívio social. Isso porque o problema costuma vir atrelado ao sobrepeso, o que traz mais indisposição.

Parecer do profissional

Convidamos o Dr Túlio Sperb, Médico cardiologista especializado em prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças do coração e Coautor do Curso Saúde no Coração. Confira seu parecer sobre colesterol alto em jovens:

“Em relação ao valor do colesterol sérico, principalmente em pessoas jovens, deve-se considerar a qualidade deste colesterol, visto que a maioria dos pacientes jovens apresentam baixo risco cardiovascular. Neste caso, drogas utilizadas como as estatinas, por exemplo, são indicadas para reduzir o risco cardiovascular e não o valor do colesterol em si. Sendo assim, em grupos de pacientes com baixo risco cardiovascular como o citado acima, as estatinas não têm indicação muito precisa por ser uma medicação para baixar o risco cardiovascular e não modular os níveis de colesterol em si.

Então, neste grupo de pacientes com baixo risco cardiovascular, para proporcionarmos uma melhora qualidade deste colesterol, ou seja, reduzir o colesterol LDL pequeno e denso, triglicerídeos e aumentar a taxa de HDL grande, uma alternativa muito interessante e segura são os nutracêuticos. Haja vista serem substâncias naturais, onde existe uma ampla variedade que podem auxiliar neste processo, mas eu gostaria de destacar o VAZGUARD™, que na minha experiência, proporcionou benefícios que eu tanto almejava para os meus pacientes.

Soluções naturais

VAZGUARD™ é um extrato da Bergamota exclusiva da Calábria (Itália), comprovado cientificamente para melhorar a qualidade do colesterol, principalmente os parâmetros de ApoB e ApoA, reduzindo o LDL pequeno e denso e os triglicerídeos, contribuindo para um colesterol de melhor qualidade, importantíssimo na prevenção de doenças cardiovasculares. Além disso, VAZGUARD™ apresenta benefícios adicionais comprovados cientificamente na redução da gordura visceral, resistência à insulina, modulação da esteatose hepática gordurosa não alcoólica, triglicerídeos e proteção dos vasos, promovendo a saúde global dos meus pacientes.  É um ativo que dominou a minha prática clínica e tenho a plena convicção de que ele realmente pode ser um grande divisor de águas no tratamento e qualidade de vida dos pacientes jovens. 

Outro produto que eu não posso deixar de mencionar é o +BERRY, composto por antocianinas extraídas Mirtilos silvestres da Escandinávia e Groselha negra da Nova Zelândia, com mais de 19 estudos científicos publicados, bem conduzidos, que também demonstram  o potencial benefício para o aumento do HDL e melhora da função endotelial, prevenindo o acúmulo do Colesterol oxidado nas veias e artérias, responsável pela formação das placas de ateroma que obstruem as veias e artérias e aumentam o risco cardiovascular.”

A farmácia no combate ao colesterol alto em jovens

Após entender os dados sobre o colesterol alto em jovens, é preciso saber o papel da farmácia nesse processo. Para tanto, separamos algumas ações que você pode aplicar em seu estabelecimento. Veja quais são eles!

Ponto de apoio para testes e orientação

O primeiro passo para combater esse problema é a orientação. Assim, as pessoas precisam reconhecer que elas têm uma certa “culpa” nesse tipo de situação. A alimentação inadequada e a falta de prática de atividades físicas contribuem para o aumento do colesterol. Além disso, é importante orientar sobre a necessidade de realização de testes.

Oferta de alternativas naturais

Outro ponto importante é oferecer produtos nutracêuticos naturais. Atualmente, existem substâncias que podem contribuir para a redução do colesterol alto em jovens. Clique aqui para ler nosso artigo sobre opções naturais para combater o colesterol alto.

Orientação sobre a busca de atendimento médico especializado

Por fim, não há como esquecer a necessidade do atendimento médico. O colesterol alto em jovens ou pessoas mais idosas é algo muito sério. Logo, é preciso orientar a busca por um profissional que avaliará o estado de saúde.

A partir de então, o médico demonstrará a melhor abordagem a ser seguida. Se necessário, entrará com os medicamentos para diminuir o colesterol. Nesse sentido, também vale a pena consultar outros profissionais, como os da área de nutrição e educação física, para um acompanhamento multidisciplinar.

Inegavelmente, uma das formas de prevenção do colesterol alto é ter uma nutrição correta e alinhada com a prática de atividades físicas.

Por fim, nós podemos concluir que o colesterol alto em jovens é um problema real. Nesse sentido, a farmácia e a classe médica precisam se unir para combater essa questão. Isso pode ser feito fornecendo tratamentos específicos e orientação sobre os fatores que causam essa disfunção.

Gostou deste artigo? Então, compartilhe este post em suas redes sociais. Assim, mais pessoas terão acesso a esse conhecimento tão importante.

Converse com especialista

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.