fbpx
baixar o colesterol

Conheça indicações naturais para combater o colesterol alto

Baixar o colesterol é um dos principais conselhos que ouvimos nas consultas médicas. Portanto, é o check-up acompanhado de exames que mostra ao paciente quais são os seus níveis lipídicos. Assim, quando o resultado ruim, são prescritos medicamentos tradicionais como solução. Contudo, também é possível contar com opções naturais para manter os níveis de colesterol saudáveis, tema que vamos comentar neste conteúdo.

Assim, a literatura médica explica que existem dois tipos de colesterol: HDL, que é o chamado “colesterol bom” e o LDL, conhecido por “colesterol ruim”. Nesse sentido, uma pessoa saudável deve ter equilíbrio entre eles. Entretanto, vale lembrar de que esse elemento faz parte do nosso organismo. Afinal, cerca 70% dele é produzido pelo próprio corpo.

No entanto, a alimentação tem papel preponderante no controle desses níveis. Isto é, o consumo em excesso de alimentos ricos em gorduras saturadas aumenta as hipóteses de um infarto ou derrame. Por outro lado, adotar práticas como exercícios físicos pode reduzir o colesterol. Continue a leitura para conhecer as opções naturais que ajudam no tratamento do problema.

ALIMENTOS NATURAIS

Recentemente, a Sociedade Brasileira de Cardiologia estreitou um pouco os limites considerados saudáveis. Os valores ideais agora dependem de cada indivíduo, de acordo com seu risco de desenvolver um infarto ou AVC, que deve ser definido por um cardiologista. Confira:

  • Colesterol total: Abaixo de 190 mg/dl

LDL

  • risco muito alto: abaixo de 50 mg/dl
  • alto risco: abaixo de 70 mg/dl
  • risco intermediário: abaixo de 100 mg/dl
  • baixo risco: abaixo de 130 mg/dl HDL
  • Desejável que esteja acima de 40mg/dl

Triglicérides

  • Abaixo de 150mg/dl em jejum

Nesse caso, optar por alimentos naturais para baixar o colesterol ruim reduz as chances de complicações de saúde. Além de trazer diversos outros benefícios para a saúde. Veja quais são essas opções naturais.

CONSUMO DE ÔMEGA-3

Encontrado principalmente nos peixes, esse ácido graxo diminui o risco de formação de placas de gordura no sangue e, de bônus, também aumenta o colesterol bom. O ideal é consumir peixe duas vezes por semana, com destaque para atum, salmão, truta e sardinha.

FIBRAS

As fibras são uma opção saudável disponível em diversos alimentos. Elas ajudam ao diminuir a absorção intestinal de gorduras e controlam os níveis de colesterol ruim. Entre as fontes de fibras estão leguminosas — como feijão, grão-de-bico e lentilha —, frutas, legumes, cereais, aveia, entre outras.

CHÁS NATURAIS

O chá de alcachofra tem propriedades depurativas do sangue, que ajudam a baixar o colesterol alto. O chá-mate tem a mesma ação e pode ser uma opção mais comum para quem gosta.

TEMPEROS

Na cultura brasileira, os temperos fazem parte da culinária e podem ser ótimos aliados no combate ao colesterol. Vamos citar três comuns: azeite, limão e alho. 

Sobre o primeiro, não vale aquele feito para cozinhar, pois aquecido ele perde suas propriedades. O azeite deve ser usado para temperar uma salada, por exemplo. Já o limão tem antioxidantes que preservam o colesterol bom. Além de servir para temperos, mas também pode ser consumido como bebida. Por último, o alho tem a alicina, substância que combate níveis altos do mau colesterol, diminui o risco de infarto e controla a pressão.

OLEAGINOSAS

Nutricionistas e demais profissionais da saúde são unânimes em chamar a atenção para esse grupo alimentar. As oleaginosas funcionam como remédio natural para baixar o colesterol e ainda têm mais nutrientes que protegem o coração. Entre elas, temos: amêndoas, amendoim, nozes e castanhas. A variedade é tanta que podem ser usadas de diferentes formas nas receitas culinárias.

VINHO TINTO

O vinho tinto também entra na lista. Afinal, ele já é uma bebida muito conhecida pelos seus benefícios. Suas propriedades são capazes de impedir a fixação de placas de gordura na parede das artérias. Assim, reduz o risco de doenças cardíacas, além de contribuir para a redução do colesterol. O consumo ideal é de 1 taça por dia.

SOJA

No Brasil, o aumento de consumo de soja é progressivo. Em culturas como a asiática, o alimento é muito consumido. Gerações de famílias conhecem os benefícios proporcionados pelo seu consumo. O leite de soja e o tofu, por exemplo, são alimentos produzidos a partir dela e com promissores resultados. Estudos comprovaram que basta consumir 25g por dia para baixar entre 5% e 6% do colesterol ruim. 

GRÃOS INTEGRAIS

Aveia, cevada, centeio, milho, arroz integral, entre outros grãos devem ser adicionados ao cardápio semanal. Os grãos agem como um medicamento natural para baixar o colesterol, diminuindo o risco de doenças cardíacas. Aliás, isso acontece principalmente devido à fibra solúvel que os grãos contêm.  

VazGuard™

O VazGuard™ é um nutracêutico natural que faz a manutenção dos níveis saudáveis de colesterol e está entre as indicações para quem quer manter os níveis lipídicos sob controle. Ele também se mostrou ser eficaz no tratamento da síndrome metabólica. Assim, consiste na conexão de várias anormalidades no metabolismo. Juntas, elas podem aumentar o risco de doenças cardiovasculares. O colesterol elevado também interfere em diabetes, hipertensão arterial, glicemia elevada e obesidade.

Assim, os níveis elevados do colesterol LDL e triglicerídeos, além das condições de resistência à insulina, formam o principal perfil de risco para o aparecimento de doenças cardiovasculares, além de um quadro de pré-diabetes.

O VAZGUARD™ é composto por frações polifenólicas da bergamota, uma fruta cítrica endêmica da região da Calábria na Itália. VAZGUARD™ atua como uma estatina nantural, além do se poder antioxidante significativo, capazes de varrer os radicais livres que oxidam o LDL e aumentam o risco de entupimento das veias e artérias. Além disso, desempenharem um papel importante na modulação dos níveis de colesterol, sem efeitos colaterais. Os estudos mostram que os efeitos de VAZGUARD™ podem ser observados a partir de 30 dias e também apresenta estudos associados à rosuvastatina, como uma excelente proposta para reduzir a dose do fármaco, importante para pessoas com intolerância ao mesmo.

Por fim, ele tem como benefício a redução dos parâmetros lipídicos. Isso resulta no aumento do colesterol HDL (considerado colesterol bom) e redução do LDL (considerado colesterol ruim). Também contribui com o controle da glicemia e diminuição dos triglicerídeos. Além de atividades anti-inflamatória e antioxidante, contribuindo para a redução do risco de doenças cardiovasculares.

O MECANISMO DE AÇÃO DO VazGuard™

Todo o segredo de VAZGUARD™ está em sua tecnologia Phytosome®, exclusiva da Indena que tem a capacidade de aumentar a absorção dos ativos em até 7 vezes, em comparação ao extrato simples do fruto. Assim, ele otimiza a absorção quando administrado via oral, promovendo o efeito em menor tempo de uso.

VAZGUARD™ é indicado em doses de 500mg, duas vezes ao dia. VazGuard™ não contém componentes alergênicos, como glúten ou lactose.

Além disso, não tem os efeitos colaterais típicos de tratamentos com estatinas. Afinal, contém os flavonoides que exercem essa função naturalmente. Isso possibilita que o componente seja administrado continuamente. Ele também não apresenta reações adversas com nenhum tipo de nutriente presente nos medicamentos.

Porém, devemos alertar que, sobre estes últimos dois exemplos, é imprescindível visitar seu médico para saber se você pode recorrer ao ativo. Apesar de agir como um medicamento natural para baixar o colesterol, cabe avaliação profissional.

OUTROS HÁBITOS QUE DIMINUEM O COLESTEROL ALTO

Além de ter uma alimentação equilibrada, outras práticas devem se somar para melhorar os níveis de colesterol. Nesse sentido, a inclusão de atividades físicas na rotina também tem papel fundamental. Ao manter o metabolismo acelerado, os exercícios elevam as enzimas que aumentam a concentração de colesterol bom no sangue.

O nosso corpo foi feito para se manter em movimento. Nesse sentido, uma vida sedentária gera problemas sérios para o corpo. O principal, e que tem ação direta no colesterol, é o aumento da inflamação crônica. Como consequência dela, temos a influência no fígado e, em seguida, no descontrole do colesterol.

O alinhamento da atividade física com a alimentação é a fórmula perfeita para manter os níveis de LDL e HDL corretamente. Vale a pena mencionar que o objetivo não é eliminar totalmente o colesterol ruim, o foco deve ser sempre controlar ambos os tipos.   

Evite gorduras trans e saturadas

Sobre a alimentação, também é importante diminuir o consumo de gorduras saturadas e trans. No primeiro caso, elas estão presentes na carne vermelha, ovos, produtos lácteos e alguns óleos vegetais, como de coco, palma e manteiga de cacau. No entanto, seu consumo não deve ser eliminado, mas moderado. Afinal, estudos também apontam que ajudam a reduzir triglicerídeos e estimulam bons níveis de HDL.

Por outro lado, a questão do consumo de gorduras trans é diferente. Seu consumo deve ser nulo, pois são alimentos sem valor nutritivo para o organismo. Em resumo, fique longe desse tipo de alimento. Por isso, também é importante ler os rótulos dos produtos alimentícios.

EVITE HÁBITOS NOCIVOS

Uma dica importante para os fumantes: pare de fumar agora! A saber, a nicotina em si não influencia o colesterol, mas torna o fumante mais suscetível à condição. Afinal, os componentes do cigarro deterioram as paredes das artérias, acelerando o processo de formação de placas de gordura. Além disso, temos outros problemas que você já deve conhecer muito bem. Especialmente, aqueles que afetam o sistema respiratório.

Nesse sentido, é importante ter em mente que o controle de colesterol envolve uma série de processos. Eliminar apenas um tipo de hábito nocivo e manter outros pode não surtir efeitos positivos. Assim, abandonar o vício em cigarro é essencial.

O USO DE ESTATINAS PARA CONTROLAR O COLESTEROL

Durante anos, o uso das estatinas tem sido recomendado para abaixar o colesterol. De modo geral, esses medicamentos são capazes de reduzir 30% do LDL. Como você já sabe, esse é o elemento ruim que circula no corpo. Ademais, alguns medicamentos mais avançados também são capazes de aumentar a elasticidade das artérias. Inclusive, outros conseguem diminuir processos inflamatórios pelo corpo.

Assim, o funcionamento desse medicamento é muito simples. Ele se baseia no controle da produção do colesterol pelo fígado. Além disso, também promove o bloqueio das enzimas que estimulam a liberação de LDL no organismo. Exemplos de estatinas são:

  • atorvastatina;
  • fluvastatina;
  • rosuvastatina;
  • sinvastatina;
  • lovastatina, entre outras formulações.

Com base nisso, uma pergunta pode ter ficado no ar. Afinal, se existem medicamentos eficientes para diminuir o colesterol, por que devo mudar hábitos para controlar esse problema? Sobretudo, a grande questão por trás desse polêmico assunto são os efeitos colaterais que as estatinas podem gerar no organismo. Para tanto, separamos um tópico exclusivo para tratar deles. Continue lendo!

EFEITOS COLATERAIS DAS ESTATINAS

Inicialmente, o efeito principal das estatinas é um problema chamado de Rabdomiólise. Basicamente, ela se traduz em forma de dores musculares e fraquezas. Além desse, temos outros que podem ou não surgir com o consumo desses medicamentos. São eles:

  • danos nos nervos que causam dores nas mãos e nos pés, bem como dificuldade para caminhar;
  • tontura;
  • perda de memória e comprometimento cognitivo;
  • risco aumentado de desenvolvimento de câncer;
  • redução do sistema imunológico;
  • depressão;
  • problemas hepáticos. Afinal, o colesterol é sintetizado no fígado;
  • por fim, redução em alguns hormônios esteroidais, tais como estrogênio, testosterona, cortisol DHEA.

Além disso, é importante ter em mente que, mesmo com o consumo de estatinas, você ainda pode ter problemas cardíacos. Afinal, hábitos alimentares ruins e a falta de atividades físicas pode gerar outros danos ao organismo. Ou seja, mesmo com o colesterol controlado outros tipos de deficiência ou agressões podem ocorrer, prejudicando sua saúde na totalidade.

Por isso, VazGuard™ é altamente recomendável para as pessoas que buscam uma vida mais saudável, com os níveis de colesterol sob controle. Vale lembrar, novamente, que é importante a consulta com seu médico, antes de suspender um tratamento ou começar um novo. 

Por fim, a união de todas essas boas práticas diminui as hipóteses de sofrer com as complicações do colesterol alto. Inegavelmente, cuidar da saúde com avaliações periódicas torna a vida mais longa e feliz! 

Então, gostou de saber sobre VAZGUARD™? Clique aqui e consulte a farmácia mais próxima de você que trabalha com os produtos Ibero Magistral.

Consultar Farmácias

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.