fbpx
sinfonia do estresse

Saiba o que é neuro-sinfonia do estresse e como ela afeta seus pacientes

A capacidade de regular as emoções é um pré-requisito importante para o funcionamento psicossocial saudável, especialmente durante e após o encontro com um estressor. A regulação deficiente da emoção constitui um fator de risco e alvo de tratamento para psicopatologias associadas ao estresse. 

Você já ouviu falar em neuro-sinfonia do estresse? O estresse ou “mal do século” — como também é chamado — é uma enfermidade que afeta o dia a dia de muitos. Cada vez mais cedo, as pessoas sofrem desse problema. O profissional da saúde precisa aprender os conceitos que o rondam para oferecer alternativas terapêuticas aos seus pacientes.

Entendemos que o conhecimento aprofundado sobre determinadas enfermidades é essencial para o prescritor. Ele aumenta o leque de oportunidades de tratamentos oferecidos às pessoas que sofrem de questões como essa. Pensando nisso, escrevemos este artigo.

O que é neuro-sinfonia do estresse?

São vários os fatores que geram o estresse em uma pessoa. Cada indivíduo pode “ficar estressado” em situações diferentes. Por exemplo, alguém que tenha sido assaltado em determinado horário do dia, pode ter esse sentimento de estresse justamente nesses momentos.

O impacto do estresse na função cerebral é cada vez mais reconhecido. Várias substâncias são liberadas em resposta ao estresse e podem influenciar circuitos neuronais distintos, mas as vantagens funcionais de ter tal diversidade de mediadores de estresse permanecem obscuras. 

As populações neuronais que respondem aos agentes estressores afetam a plasticidade neural e comportamental e por isso, cada combinação de mediadores corresponde a um tipo de agente estressor. As moléculas que transmitem o sinal de estresse para o SNC e que contribuem para as alterações funcionais resultantes no SNC (mediadores de estresse) incluem monoaminas, neuropeptídeos e hormônios esteróides, exemplos dos quais são mostrados abaixo.

Adaptado: JOELS M. Nat Rev Neorosci, 2009; 10(6): 45

Juntos, isso resulta nos instrumentos de ênfase produzindo uma ‘sinfonia’ orquestrada que permite respostas ajustadas a diversos desafios.

Em vista da complexidade da neuro-sinfonia do estresse, um dos grandes desafios é realizar um tratamento de precisão e individualizado, que pode contribuir para a modulação dos sintomas e morbidades do estresse, assim como dos problemas cognitivos, além de promover mais qualidade de vida ao seu paciente.

Segurança dos produtos para tratar o estresse

Sobretudo, a grande preocupação é a segurança de produtos para tratamento do estresse e função cognitiva. Zembrin® é um ativo botânico composto por alcalóides, pesquisado e clinicamente estudado, desenvolvido ao longo de mais de uma década por uma equipe internacional de médicos e cientistas. O ativo comprovadamente apresenta um duplo mecanismo de ação no sistema nervoso central: inibição seletiva da enzima PDE4 e inibição seletiva da recaptação 5-HT. Zembrin® é experiencial – tem atividades que melhoram a função cognitiva e o humor, e reduzem a ansiedade e sintomas depressivos

leves, todas as quais podem ser benéficas para pessoas saudáveis que sofrem de estresse ou déficit cognitivo relacionados ou não ao avanço da idade.

Com isso, esse nutracêutico pode proporcionar uma sensação de relaxamento e tranquilidade. Contudo, seus benefícios não param por aí. Agora, veja mais alguns:

  • melhora a atenção durante o dia, prevenindo lembranças de estresses passados;
  • aumenta a capacidade de raciocínio e cognição;
  • contribui para uma noite de sono mais profunda e reparadora.

Essa é mais uma opção terapêutica natural que você tem à disposição. Sendo assim, é uma alternativa que, além de eficaz, é muito segura.

Então, se você quiser saber mais sobre o Zembrin®, entre em contato conosco. Assim, mostraremos a maneira mais simples de recomendar esse poderoso nutracêutico para seus pacientes.

Referências bibliográficas

Nat Rev Neurosci. 2009 Jun; 10(6): 459–466.

Evid based compl and altern med 2014; 2014: 682014.

Converse com especialista

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.